Te chamaram para participar como observador ou observadora de teste de usabilidade e UX Research? Confira dicas do que fazer.

Uma prática recomendada e bem comum quando estamos fazendo uma pesquisa como um teste de usabilidade é chamarmos outra pessoa para acompanhar como plateia e observar a pesquisa.

Tenho certeza que você como convidado(a) tem dúvidas como:

  • Não sei nada de UX, o que preciso fazer?
  • Como vou contribuir?
  • Preciso anotar algo?
  • Preciso falar com a pessoa?

Confira algumas coisas que nós de UX esperamos que você faça quando te chamamos para ser platéia de pesquisa e teste de usabilidade.

1. Preste atenção

Parece óbvio, mas não te chamamos para fazer companhia! 😜

Em geral a pessoa que conduz a pesquisa que faz as perguntas para o(a) entrevistado(a), mas não quer dizer que você pode abrir o Twitter/Instagram e ficar de boas lá. Então atente-se em coisas como:

  • Hesitações da pessoa ao responder algo;
  • Falou algo mas faz o oposto;
  • Deixou escapar algo fora do escopo da entrevista que pode ser interessante;
  • E o mais importante: foco no entrevistado.

Oras, mas a pessoa de pesquisa que precisa fazer isso, certo? Também!

É tanta coisa que precisa de nossa atenção desde a preparação, formas de perguntar, condução da entrevista, duração, etc, com certeza deixaremos passar algo que você pode pegar e vai ser maravilhoso discutir isso contigo depois!

2. Anote tudo

Pega um bloco de notas e vai anotando tudo! Pode ser coisas que vem na sua mente, melhorias que você acha que seriam interessantes, um pouco do perfil do entrevistado, etc.

“Ah mas não tá gravando?”

Sim, mas pode dar vários problemas na gravação. E é muito bacana depois da pesquisa discutir as anotações, mais material e mais pontos de vista deixam a dinâmica muito mais viva.

O mais normal e recomendado é apenas uma pessoa anotar, isso quando em três pessoas, contando com o entrevistado, por exemplo.

3. Quer perguntar algo? Mande para a pessoa de UX primeiro

Se você não tem experiência com UX e pesquisa, talvez acabe tirando sua dúvida fazendo uma pergunta de uma forma que enviese e contamine a pesquisa.

Tente passar de alguma forma (texto, mímica, etc) sua dúvida para quem está conduzindo a pesquisa, ela saberá perguntar de uma forma mais neutra, além de tirar o fator “nossa tem duas pessoas me entrevistando!” da cabeça do entrevistado.

E sim, nós adoramos quando vocês participam e puxam perguntas! 🙂

4. Não é hora de justificar

A pessoa entrevistada vai xingar o projeto, vai falar que está horrível e sem graça. Vai dizer que a usabilidade está péssima e a performance sofrida, talvez vai falar pontualmente de algo que você atuou e investiu semanas de trabalho.

A hora da pesquisa não é o momento para tentar se justificar, apenas relaxe e qualquer pergunta que quiser fazer lembre-se do bloco da dica de cima. Não levar para o pessoal é a chave aqui.

5. Depois do teste de usabilidade: converse

Se programe para ficar um tempinho depois do teste com a pessoa de UX para conversar sobre a pesquisa. Discuta sobre insights que teve, detalhes que reparou, erros que apareceram, sugira coisas!

Essa parte é bem enriquecedora pra gente pelo que comentei acima: pontos de vista diferentes. E é mais maravilhoso ainda se for possível juntar várias pessoas como plateia ao mesmo tempo. Rodada de discussão depois de um teste de usabilidade é sensacional.

Qualquer contratempo ou dúvida que você tenha antes, durante ou depois da pesquisa, fale com a pessoa de UX!

Nós ficamos muito agradecidos quando você participa e contribui com o projeto, venha mais vezes!